Imprimir

Curitiba acolhe pacientes do litoral que não podem voltar para casa após interdição de rodovias

em 30 Novembro 2022. Postado em Notícias

acolhimento pacientes litoral 01Curitiba está abrigando 45 pacientes do litoral do Paraná que estavam na capital para tratamento médico e não conseguiram retornar para suas casas por conta da interdição das rodovias de acesso devido às chuvas. Todos foram recebidos, no fim do dia de terça-feira (29/11) no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira, no Bacacheri, e abrigados em estruturas da Prefeitura.

Famílias com crianças foram direcionadas para a Casa da Acolhida, para a Famílias Migrantes e para a República Boqueirão. Os demais para hotéis sociais da Prefeitura. Duas pessoas que testaram positivo para Covid-19 foram encaminhadas para o Instituto de Medicina.Todos receberam abrigo, alimentação, roupas, materiais de higiene e medicação.

“Mobilizamos toda a rede social municipal e rapidamente montamos uma estrutura para receber esses pacientes. Providenciamos cama quentinha, roupas, alimentos e medicação. Não deixaremos ninguém sem atendimento neste momento difícil”, afirmou o prefeito Rafael Greca.

Entre os pacientes, há pessoas em tratamento oncológico e também um transplantado. Também foram acolhidos seus acompanhantes. Ao todo, são 17 homens e 28 mulheres, entre eles crianças e idosos. Muitos vieram a Curitiba para consultas eletivas que estavam agendadas e foram surpreendidos com a notícia de que não poderiam voltar para casa.

“Fiquei bastante nervosa quando soube que não poderia voltar, é uma situação que a gente não espera. Não trouxe nada, apenas a roupa do corpo. Foi uma surpresa receber esse apoio, estamos sendo bem recebidos”, conta a aposentada Benta das Graças Farias de Campos, de 68 anos, moradora de Paranaguá que veio a Curitiba para uma consulta pré-cirúrgica.

Esse também foi o caso de José Carlos de Souza de 43 anos, que veio para uma consulta para uma cirurgia que fará no ombro. Apesar do imprevisto, ele agradece a Curitiba por estar em segurança e conta que não acreditou quando contaram que ele receberia abrigo.

“Achei que fosse brincadeira, não esperava que rapidamente a prefeitura fosse nos receber. É um alívio, minha esposa que esta em casa ficou preocupada. Agora já comi e fiz até teste para Covid que nunca havia feito. A estrutura é muito boa. Agora vamos descansar e esperar”, diz Souza.

Atendimento
Todos os pacientes do litoral que necessitavam de abrigo foram encaminhados inicialmente para a estrutura de emergência montada no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira. No local, elas foram atendidas por equipes técnicas da Secretaria Municipal da Saúde que avaliaram as condições de saúde dos pacientes e também por equipes da Fundação de Ação Social (FAS).

“Montamos um espaço com equipes multidisciplinares para acolher e avaliar a situação de cada paciente. Alguns foram encaminhados para a casa de familiares na capital e na região metropolitana. Os demais acolhemos nas estruturas da Prefeitura. É uma atuação conjunta para tentar amenizar o sofrimento dessas pessoas que não podem voltar para casa neste momento”, explicou o secretário de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos.

Todos estavam em condições estáveis de saúde e foram encaminhados para diferentes espaços, de acordo com o perfil.

Participam do atendimento equipes da Administração Regional Boa Vista, Defesa Civil, Departamento de Política sobre Drogas com vagas para os hotéis sociais, Saúde, FAS, Departamento de Inteligência com a busca ativa em hospitais da capital, guarda municipal, Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), entre outros órgãos da estrutura municipal.

O posto de atendimento emergencial Avelino Vieira permanecerá montado até que seja possível o deslocamento pelas rodovias.

acolhimento pacientes litoral 02

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Na imagem, José Carlos de Souza, morador de Paranaguá. Curitiba, 29/11/2022. Foto: José Fernando Ogura/SMCS

acolhimento pacientes litoral 03

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Na imagem, Benta das Graças Farias de Campos, moradora de Paranaguá. Curitiba, 29/11/2022. Foto: José Fernando Ogura/SMCS

acolhimento pacientes litoral 04

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Foto: José Fernando Ogura/SMCS

acolhimento pacientes litoral 05

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: José Fernando Ogura/SMCS

acolhimento pacientes litoral 06

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Foto: José Fernando Ogura/SMCS

  • Compartilhe: